Prefeitura de Encruzilhada do Sul 


Acesso Rápido

Notícias » Candidatos ao Conselho Tutelar divulgam suas propostas

24/09/2015

 

No dia 4 de outubro, domingo, haverá eleição para o Conselho Tutelar em todos os municípios do Brasil. Em Encruzilhada do Sul são  onze candidatos. Os cinco mais votados serão titulares do Conselho Tutelar e os demais ficarão na condição de suplente. Os eleitos cumprirão mandato de quatro aos, sendo permitido concorrer a mais um mandato consecutivo.

 

A eleição será realizada na Câmara de Vereadores, das 8h30min às 17h. Podem votar maiores de 16 anos e residentes no município. É preciso apresentar o título eleitoral.

 

A Comissão Especial Eleitoral que acompanha o processo de escolha dos novos conselheiros é integrada por Joseane Santos Silva, Luan Gomez Gomes, Tânia Maria Rosa Dias e Elisa Maria Cavalho Oliveira.

 

Confira as propostas de cada candidato:

 

- Chamo-me Marisa da Cunda Escouto, tenho 41 anos, sou professora, nasci no interior de Encruzilhada do Sul. Trabalhei muito tempo nas escolas de Educação Infantil como servente e também como monitora na EMEI Chapeuzinho Vermelho e EMEF Machado de Assis. No momento, não estou trabalhando.Candidatei-me à conselheira tutelar porque acredito que posso contribuir para fazer valer os direitos da criança e do adolescente, sempre me baseando no ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente).Meu número é 09 e conto com a participação dos eleitores encruzilhadenses no dia 04 de outubro.
 

- Eu, Celso Vicente Franco Dias, 54 anos, ex-conselheiro tutelar por dois períodos, coloco-me à disposição da comunidade encruzilhadense para trabalhar em prol dos interesses de crianças e adolescentes. Imagine que um conhecido seu está tendo seus direitos violados, direitos básicos. Ele não tem trabalho digno, educação formal é uma quimera, a violência virou rotina, prostituição e drogas parecem um caminho viável. Você estaria preocupado com o futuro deste conhecido, não? Multiplique o problema, este conhecido é uma criança ou adolescente, destas que você olha e não vê. Preste atenção nas esquinas, nas praças, nas calçadas, é uma massa de desvalidos, caminham sem rumo ou ideal.Nossa cidade é pequena, você dirá. Isso não acontece aqui. Eu digo: “Preste atenção! O abusado de hoje é o abusador de amanhã.”
 

- Sou Magda Maria Cruz Ribeiro, 57 anos, nasci em Canguçu/RS. A minha formação, a de 1º e 2º graus, foram em Encruzilhada do Sul. Cursei Ciências Socais (Sociologia) na UCPEL. Trabalhei no Magistério de 1980 a 1986, em Pelotas e Capão do Leão. Atuava com séries iniciais e Pré-escola. No final de 1986 fui para Santa Catarina e trabalhei na Seara Alimentos, onde atuava em recrutamento, seleção, gestão de pessoas e treinamento.Retornei à Encruzilhada em 2008 e desde então faço trabalho voluntário na proteção de animais de rua, sou ativista da ONG São Francisco. Observando a cidade e suas dificuldades, decidi ser conselheira tutelar, para ajudar as crianças e adolescentes a terem uma vida digna e decente no convívio da sociedade. O meu lema de campanha é: “Orientar, garantir, fiscalizar e cuidar... para que a infância e a juventude seja prioridade”.
 

- Amigos e comunidade encruzilhadense, sou Rita Luciane Cassabone Lopes, estou novamente concorrendo ao cargo de conselheira tutelar e muitos de vocês já conhecem o meu trabalho. Se reeleita, continuarei atuante, pois conheço as realidades sociais de nossa comunidade. Tenho como objetivo zelar e fazer cumprir os direitos da criança e do adolescente, os quais constam na nossa Constituição Federal de 1988, bem como os direitos garantidos pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), Lei nº 8069/1990.Meu número é 11 e conto com o apoio de vocês. Muito obrigada!
 

- Sou Maria Gabriela Santos, 27 anos, natural de Santo Antônio da Patrulha, moro em Encruzilhada do Sul há 10 anos, sou casada, tenho uma filha de 09 anos, cursei Magistério, mas não conclui e após fiz o curso Técnico e Enfermagem.Trabalhei na Casa de Passagem, onde fiquei durante um ano, depois como visitadora do PIM, mais tarde então passei a trabalhar como monitora na EMEI Pingo de Gente e atualmente trabalho como visitadora do PIM.Escolhi me candidatar à conselheira tutelar por acreditar que é possível garantir os direitos e deveres da criança e do adolescente, buscando uma parceria com o poder público, iniciativa privada, comunidade e família. A fim de resgatar os valores e responsabilidades necessárias ao desenvolvimento integral da criança e do adolescente. Sei que tenho muito a aprender, mas tenho força de vontade e determinação para buscar esses objetivos juntamente com a equipe.
 

- Sou Cassiano Nunes Carvalho, tenho 26 anos e atualmente sou conselheiro tutelar, conquista essa através do voto popular da comunidade que acreditou no meu trabalho.Ao longo de minha vida desempenhei várias funções ligadas às crianças e adolescentes, como: monitor voluntário (EEEB Borges de Medeiros), monitor de inclusão social e professor anos iniciais (EMEF Cassiano José Moralles) e monitor do Centro de Formação Divina Providência.Por tudo isso, coloco meu nome à disposição da comunidade, sendo que vamos seguir trabalhando na busca do bem estar social das crianças e adolescentes, como prevê o ECA (Estatuto da Criança e Adolescente). Um abraço a todos, vote 01- Cassiano Nunes Carvalho.
 

- Sou Jussara Morales da Silveira, viúva, mãe de dois filhos: Patrick e Julsan, e tenho uma neta de seis anos Maria Eduarda.Há quatro anos me transferi de Guaíba para Encruzilhada do Sul, buscando melhor qualidade de vida. Trabalhei na EEEM Carlos Corrêa da Silveira, onde me aposentei em fevereiro de 2015.Candidatei-me ao cargo de conselheira tutelar acreditando que minha experiência com crianças e adolescentes poderá contribuir para o cargo que me proponho. No dia 04 de outubro conto com o voto dos eleitores encruzilhadenses.
 

- Amigos, meu nome é Denise de Fátima Machado e estou concorrendo ao cargo de conselheiratTutelar, por isso conto com o voto da comunidade encruzilhadense. Trabalhei na Casa de Passagem, na Educação Infantil e atualmente sou professora dos anos iniciais.Decidi me candidatar porque quero trabalhar pela proteção e garantia dos direitos das crianças e adolescentes, com certeza farei o melhor. Meu número é 03 e conto com o voto de todos. Muito Obrigada!
 

- Meu nome é Júlia Marcíria de Melo Soares Santos, sou casada, tenho 49 anos e novamente me candidato ao Conselho Tutelar, porque ainda tenho muito para contribuir na luta pela garantia dos direitos de nossas crianças e adolescentes. Por esse motivo me coloco mais uma vez à disposição da comunidade para dar seguimento a esse trabalho ao qual venho me doando há mais de três anos, pois acredito que “cuidar de nossas crianças é cuidar do nosso futuro  e cuidar dos adolescentes é cuidar do nosso presente’. Conto com o seu voto e sua confiança para ser uma representante junto ao Conselho Tutelar e continuar guerreando pelos direitos das crianças e dos adolescentes.
 

- Meu nome é Maria Elaine Pedroso Sevezinski, tenho 38 anos, dois filhos e sou formada no Magistério. Trabalhei como babá, no Programa Mais educação, como recreacionista, professora substituta e atualmente sou monitora na EMEI Pingo de Gente e Fonte da Alegria.No meu trabalho diário tenho a comprovação da essência das crianças e da necessidade de carinho e proteção que as acompanham. Acompanhar o desenvolvimento das mesmas era um sonho antigo e agora o realizo com muita dedicação e alegria. Assim acredito que sendo conselheira tutelar, poderei ajudar as crianças e adolescentes do nosso município, amparando-me legalmente no Estatuto da Criança e do Adolescente e nas leis favoráveis ao crescimento íntegro e social de todos. 
 
    

- Meu nome é Milene MochDamé, tenho vinte oito anos, sou mãe de dois filhos, natural de Encruzilhada do Sul, estudante do curso de Letras e ingressando no Curso de Serviço Social. Atualmente trabalho na Casa de Passagem .Escolhi me candidatar ao cargo de conselheira tutelar para atuar em defesa dos direitos das crianças e dos adolescentes, procurando resgatar os valores nas famílias. Acredito que com políticas básicas de atendimento e com o cumprimento do Estatuto da Criança e do Adolescente podemos melhorar a nossa sociedade. Já trabalho há anos com crianças e adolescentes e estou preparada para enfrentar mais este desafio.

Telefones Úteis