Prefeitura de Encruzilhada do Sul 


Acesso Rápido

Notícias » Diretoria do Banco de Alimentos recebe prédio da Prefeitura

30/11/2015

                  

    A criação do Banco de Alimentos em Encruzilhada do Sul teve uma importante etapa na última sexta-feira, quando o presidente da entidade, José Antonio Carvalho de Freitas (Totonho) recebeu o prédio cedido em comodato pela Prefeitura. A cedência foi aprovada por unanimidade na Câmara de Vereadores. A chave simbólica foi entregue pela prefeita Laíse Gorziza de Souza, secretária de Indústria Comércio Mineração e Turismo Maria da Glória Oliveira Tuhtenhgen Lopes, secretária de Cidadania e Inclusão Social Nádia Nunes Soares e presidente da Câmara de Vereadores Rosângela Maria Gemeli Nader.  “Tão logo recebemos a solicitação do prédio, encaminhamos o projeto de comodato ao Legislativo e vamos continuar apoiando esta importante ação social”, destacou a prefeita Laíse.

 

     A entrega simbólica da chave ocorreu na Forjasul, com a presença de alguns dos 34 fundadores do Banco de Alimentos de Encruzilhada do Sul. O evento também contou com a presença do presidente da Rede de  Bancos de Alimentos do RS, (que funciona na FIERGS) Paulo Renê Bernhard e diretores José Manoel Fernandes e Wilson Antonio Schumacher.

 

     O presidente Totonho fez um breve relato das ações que levaram a criação do Banco de Alimentos no município. “Os dirigentes de CDLs e ACIs dos Vales do Taquari e Rio Pardo foram convidados para conhecer a estrutura da Federação das Indústrias do RS em Porto Alegre, onde tomamos contato com os Bancos Sociais (de alimentos, vestuário e construção, entre outros). De volta a Encruzilhada mobilizamos algumas lideranças, este grupo retornou à FIERGS para uma visita específica aos Bancos Sociais e desde então estamos nos reunindo e cumprindo as etapas para a criação do Banco de Alimentos no município”, mostra Totonho. O prédio cedido pela Prefeitura fica localizado no Centro Municipal de Eventos, no lado esquerdo do pórtico principal. Totonho diz que atualmente a diretoria se dedica à busca de apoio para reformar o local. “Nossa meta é inaugurar o Banco de Alimentos em fevereiro próximo”, revela.

 

     Durante a reunião na Forjasul, Paulo Renê destacou a importância do Banco de Alimentos para os municípios onde estão inseridos: “A fome infelizmente ainda é uma realidade não só no Brasil mas também nos países economicamente mais desenvolvidos. E ter um Banco de Alimentos significa a união da sociedade para minimizar tal problema”, frisou.  O secretário do Banco de Encruzilhada do Sul, Márcio Braga, aproveitou a reunião e buscou informações sobre o cotidiano da entidade, tais como aspectos relacionados a coleta e destino dos alimentos, recursos financeiros para a manutenção da entidade e recursos humanos, tais como nutricionista.

 

      COMO FUNCIONA UM BANCO DE ALIMENTOS? Há 15 anos foi criado em Porto Alegre o primeiro Banco de Alimentos do Brasil, que atualmente distribui mensalmente cerca de 250 toneladas de alimentos para 331 entidades cadastradas na capital do RS, o que equivale a 21 mil famílias.

 

     O Banco de Alimentos atua em quatro eixos fundamentais: coleta, armazenagem, qualificação e distribuição do alimento. A coleta pode ser feita das mais variadas formas através de campanhas junto a sociedade. Posteriormente o alimento é armazenado na unidade física do Banco, onde passa pela avaliação de uma nutricionista e, finalmente é distribuído exclusivamente para entidades cadastradas. São estas entidades que, por fim, fazem o alimento chegar até as pessoas que necessitam do alimento.

Telefones Úteis