Prefeitura de Encruzilhada do Sul 

Prefeitura de Encruzilhada do Sul



Acesso Rápido

Notícias » Governador e prefeita abrem a vindima

02/02/2016

  A abertura oficial da colheita da uva no RS,  este ano acontece em Encruzilhada do Sul. A programação foi organizada em conjunto pelo governo do Estado,  Prefeitura, Ibravin (Instituto Brasileiro do Vinho) e  Casa Valduga.  O evento ocorre  a partir das 9h30min de hoje, quarta-feira,  na Casa Valduga e vai contar com  a presença do governador do Estado, José Ivo Sartori e prefeita Laíse Gorziza de Souza, entre outras autoridades dos setores público e privado de toda a região.

 

  A programação terá início com a recepção dos convidados feita por Eduardo Valduga e Hélio Antonio Perini, da Casa Valduga, ao som da música do encruzilhadense Tiago Oliveira, seguido pelos pronunciamentos das autoridades. Depois o grupo se dirige aos parreirais onde o governador José Ivo Sartori, acompanhado pela prefeita Laíse Gorziza de Souza dará início simbolicamente à colheita da uva no RS. De volta a sede haverá uma recepção a cargo da Cris M Eventos, ao som do violino de Douglas Mendes. Vinhos e espumantes das empresas representadas em Encruzilhada do Sul estarão à disposição para degustação dos convidados.

 

     ASSOCIAÇÃO: No mesmo dia a partir das 14 horas será realizado um encontro no Sindicato Rural de Encruzilhada do Sul, para a criação de uma associação reunindo produtores do setor vitivinícola da Serra do Sudeste. O projeto é iniciativa das Secretarias de Indústria e Comércio e de Agropecuária,  com apoio da Emater e Sindicato Rural, que  haviam realizado a primeira reunião com tal objetivo no final do ano passado, com excelente receptividade por parte dos produtores.

 

     POTENCIAL: A fruticultura é um dos setores de maior expressão na economia de Encruzilhada do Sul. A uva vem obtendo destaque crescente, tanto através de investimentos feitos por grandes empresas como por pequenos produtores. Atualmente existem no município 600 hectares ocupados pela cultura, cujos frutos rendem vinhos e espumantes já premiados em vários dos mais importantes concursos do mundo.

 

     Descoberto na década de 1970, o potencial vitícola na Serra do Sudeste levou cerca de 30 anos para ganhar vulto. Com a abertura de investimentos na região por parte de renomadas vinícolas da Serra Gaúcha a partir dos anos 2000, o País voltou sua atenção para os vinhos elaborados com uvas dessa área. Desde então, ela é apontada como uma das mais promissoras zonas produtoras brasileiras.

 

     Curiosamente a Serra do Sudeste abriga pouquíssimas cantinas. O relevo suavemente ondulado serve de sede quase que exclusivamente para vinhedos. A maior parte das uvas é transportada, geralmente à noite, até outras regiões do Rio Grande do Sul onde é vinificada. No entanto, com o crescimento de sua importância no cenário enológico nacional e o surgimento de empreendimentos locais voltados à produção de uva, essa situação deve sofrer mudanças em um futuro breve.

Telefones Úteis